ManyFoto.com: photos from the world.

Getting started:

  1. Select the country.
  2. Find location in the text box
    [ Type in an address or City/locality: ]
  3. If necessary change the search radius.
  4. If necessary you can move the marker on the map.
  5. Start the search with
    [ See the photos ]

Or use:

  1. [ Search in ManyFoto.com by Google ]
Note:
manyfoto.com uses the Flickr API but is not endorsed or certified by Flickr.
How to get to Atalho (Viseu) Hotel Atalho (Viseu)

Photos of Atalho, Viseu

photos found. 291. Photos on the current page: 15
1 
1
Rover 114 GSD - Lorvão
Rover 114 GSD - Lorvão
  • Author: Freggs Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2018-07-29 18:05:53
  • Geographical coordinates of the taken: 40°15'32"N - 8°18'56"W
  • Sorry for the tag Peter! I remember you commented on this last time and thought maybe you'd like to have a peep again! :)
  • License*: All Rights Reserved - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Igreja Matriz de Penacova - Portugal 🇵🇹
Igreja Matriz de Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-03-04 00:36:53
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'14"N - 8°16'52"W
  • Classificada como Imóvel de Interesse Público (IIP) pelo Decreto n.º 5/2002, DR, 1ª Série-B n.º 42 de 19-02-2002, a Igreja Paroquial de Penacova terá sido possivelmente, fundada na Idade Média, no entanto, o edifício que hoje podemos visitar, foi alvo de uma grande campanha datada da segunda metade do séc. XVI, fazendo parte do padroado do Mosteiro de Santa Clara de Coimbra. Pode ler-se no Santuário Mariano ( 1712 ) de Frei Agostinho de Santa Maria que “a Matriz desta Vila é dedicada à Rainha dos Anjos e nela uma devota imagem sua com o título de sua triunfante, e gloriosa assunção , que modernamente se mandou fazer de escultura de madeira por um insigne escultor estrangeiro e foi fabricada no ano de 1697. Sua estatura serão seis palmos; está colocada em tribuna de capela-mor, que é majestosa, e obrada de excelente talha moderna: e na mesma tribuna se vê manifesto o Divino Sacramento nas festividades daquela Igreja, que também se reedificou há poucos anos. É formoso Templo, e todo ele se pode chamar Palácio, e Casa de nossa Senhora; porque havendo nela nove capelas, as sete são dedicadas à mesma Senhora debaixo de vários títulos, e invocações.“ A primitiva igreja paroquial de Penacova foi a Capela de Nossa Senhora da Guia junto às ruínas do Castelo, até ser substituída pela nova Igreja Matriz, no século XVI, uma vez que a antiga era de pequenas dimensões e se encontrava em local de difícil acesso, como se podem atentar pelas palavras do Frei Agostinho quando infere que “é tradição, que aqui estivera a Matriz, ou a principal Paróquia daquela Vila; mas como o sítio era demasiadamente estreito, e angustiado para se fazer outra capaz do muito povo, que havia crescido, se resolveram depois os moradores a muda-la para sítio mais largo, e capaz de se poder nele edificar Igreja com mais extensão, como hoje se vê. E não terão tão poucos os anos em que se fez a mudança que não passe muito além de duzentos anos, como se vê das antigas capelas que nela se edificaram; porque já hoje se vê reedificada de novo, como fica dito”. O templo, dedicado a Nossa Senhora da Assunção, apresenta uma estrutura implantada longitudinalmente, de linhas sóbrias, com torre sineira recuada edificada do lado direito. Na fachada o único elemento de destaque é o portal, em pedra de ançã, com moldura retangular ladeada por pilastras, cujo entablamento é encimado por frontão curvo onde foi gravada, em baixo relevo, a imagem da padroeira, ladeada por dois anjos. O espaço interior é de nave única, coberta por abóbada de berço em madeira e, nas paredes laterais, foram abertas várias capelas, encimadas por um conjunto de janelas dispostas a espaços regulares que iluminam toda a área. Ao fundo, o altar-mor alberga o retábulo em talha dourada, em estilo nacional, executado no último quartel do séc. XVII. Na sua Sacristia, é visível uma lápide romana do séc. I que atesta o povoamento e romanização da vila, bem como vestígios de retábulos renascentistas constituídos por três baixos-relevos incrustados, datados de 1560, de influência da oficina de João de Ruão. Cerca de duas centenas de anos após a sua edificação esta era a descrição da Igreja Matriz, nomeadamente das capelas do seu interior, por Frei Agostinho de Santa Maria: Porque a Capela-mor é dedicada à Assunção Gloriosa de Nossa Senhora, esta é a primeira. A segunda Capela, que é a primeira, da parte do Evangelho, é dedicada ao mistério Encarnação de Nossa Senhora. A terceira, a Nossa Senhora do Rosário. Ambas as capelas não tinham padroeiro, mas eram servidas por devotas Confrarias, que solenizavam as suas festividades com fervorosa devoção. A quarta Capela é dedicada a Nossa Senhora da Graça, sendo seu padroeiro o excelentíssimo Duque do Cadaval, que desta fez sua Capela Privativa, albergando no seu interior uma antiquíssimo retábulo com uma escultura da Virgem com o Menino Deus sentado em seu regaço. A quinta Capela, e última da parte do Evangelho, fundada no ano de 1574, é dedicada a Nossa Senhora da Esperança, sendo sua padroeira uma nobre senhora da Vila de Penacova, D. Leonarda Carneiro. A sexta Capela, que é a primeira da parte da Epístola, é dedicada a Cristo Crucificado, e como é capela do Filho Santíssimo, também se designaria por Capela da Mãe. Esta Capela era servida por uma devota Confraria, não possuindo Padroeiro. A sétima, é dedicada a Nossa Senhora do Desterro e aí se pode observar a Sagrada Família, foi fundada no ano de 1627, sendo seu Padroeiro em 1712, o Padre Manoel Arnão. A oitava Capela é dedicada a Nossa Senhora da Piedade e foi fundada no ano de 1628, sendo seu Padroeiro Luis Pimentel de Mello. A nona Capela é dedicada ao celestial Esposo de Maria Santíssima, o Divino Espírito, e nela se vê de vulto a Imagem da Santíssima Trindade. É esta a Capela mais antiga de todas, tendo como Padroeiro Bernardo de Nápoles. www.cm-penacova.pt/pt/pages/igrejamatriz
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Find the Best Accomodations located to Atalho, Viseu
  • New deals listed every day
  • FREE cancellation on most rooms!
  • No booking fees, Save money!, Best Price Guaranteed
  • Manage your booking on the go
  • Book last minute without a credit card!
  • Find out more at Booking.com Reviews
Hotel Atalho
Largo Alberto Leitão - Penacova - Portugal 🇵🇹
Largo Alberto Leitão - Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 13:31:43
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'12"N - 8°16'50"W
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 11:47:20
  • Geographical coordinates of the taken: 40°17'2"N - 8°15'50"W
  • Monumento natural que marca a paisagem das margens do Mondego junto a Penacova, a Livraria do Mondego é um monumento que o tempo esculpiu ao longo de mais de 400 milhões de anos. Depois de ter recebido o Alva, seu afluente da margem esquerda, o Mondego estrangula-se ao atravessar o contraforte de Entre Penedos e surgem as altas assentadas de quartzíticos dispostos quase verticalmente, como se de livros numa estante se tratasse, o que de resto deu origem á designação popular de Livraria do Mondego. Constituída por quartzíticos do Ordovícico, a Livraria do Mondego foi, por Galopim de Carvalho, classificada como um Geomonumento ao Nível do Afloramento, constituindo-se, pelas caraterísticas geológicas que encerra e pela graciosidade escultórica que o tempo lhe incutiu, como um dos mais singulares monumentos naturais de Portugal. A Livraria do Mondego é visível para quem circula no IP3, imediatamente na zona da ponte sobre o rio Mondego, junto a Penacova. Temo acesso direto e privilegiado a este monumento a partir da EN2. Esta estrada está envolta numa mística e contém algo de lendário que a distingue das outras. Foi Projetada como ligação entre Chaves e Faro num percurso vertiginoso pela espinha dorsal do país sendo a estrada nacional mais extensa de Portugal, a única que o atravessa de lés a lés, e a maior da Europa. www.cm-penacova.pt/pt/pages/livrariadomondego
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 11:46:05
  • Geographical coordinates of the taken: 40°17'0"N - 8°15'51"W
  • Monumento natural que marca a paisagem das margens do Mondego junto a Penacova, a Livraria do Mondego é um monumento que o tempo esculpiu ao longo de mais de 400 milhões de anos. Depois de ter recebido o Alva, seu afluente da margem esquerda, o Mondego estrangula-se ao atravessar o contraforte de Entre Penedos e surgem as altas assentadas de quartzíticos dispostos quase verticalmente, como se de livros numa estante se tratasse, o que de resto deu origem á designação popular de Livraria do Mondego. Constituída por quartzíticos do Ordovícico, a Livraria do Mondego foi, por Galopim de Carvalho, classificada como um Geomonumento ao Nível do Afloramento, constituindo-se, pelas caraterísticas geológicas que encerra e pela graciosidade escultórica que o tempo lhe incutiu, como um dos mais singulares monumentos naturais de Portugal. A Livraria do Mondego é visível para quem circula no IP3, imediatamente na zona da ponte sobre o rio Mondego, junto a Penacova. Temo acesso direto e privilegiado a este monumento a partir da EN2. Esta estrada está envolta numa mística e contém algo de lendário que a distingue das outras. Foi Projetada como ligação entre Chaves e Faro num percurso vertiginoso pela espinha dorsal do país sendo a estrada nacional mais extensa de Portugal, a única que o atravessa de lés a lés, e a maior da Europa. www.cm-penacova.pt/pt/pages/livrariadomondego
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Mirante Emídio da Silva - Penacova - Portugal 🇵🇹
Mirante Emídio da Silva - Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 00:13:33
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'12"N - 8°16'36"W
  • Ligado à construção do caminho-de-ferro na Beira Alta, Manuel Emídio da Silva era engenheiro e professor no Liceu da Guarda, cidade onde seria correspondente entre 1887 e 1888 do Diário de Notícias. Já a viver em Lisboa, manteria uma coluna, no referido jornal, até 1936. No espaço que intitularia de "Coisas e Loiças" escrevia regularmente sobre a implantação do Turismo em Portugal. Das palavras que escreveu, da sua ligação à Sociedade de Propaganda de Portugal, fundada em 1908, bem como do conjunto de descrições geográficas constantes dos livros "Quatro Dias na Serra da Estrela", de Sousa Martins, "Guia do Viajante do Buçaco", de Augusto Simões de Castro, "Guia de Portugal", coordenado por Raúl Proença ou "Jornadas em Portugal", de Antero de Figueiredo, nasce a sua ligação a Penacova, local onde, por sua iniciativa, seria inaugurado em 31 de Maio de 1908, o Mirante Emídio da Silva. Da autoria de Nicolau Bigaglia, prestigiado arquitecto veneziano que se fixa em Portugal a partir da década de 1880, o Mirante assemelha-se a um pagode oriental construído na proa mais avançada da escarpa. Vitorino Nemésio escrevia que dali parecia estar "a ver a catedral do púlpito" e, de facto, dali, junto do que outrora foi o Castelo e a Capela de Nossa Senhora da Guia, e sob as colunas de pedra originárias do Mosteiro de Lorvão, a paisagem avassala-nos, de tão magnífica. www.cm-penacova.pt/pt/pages/manuelemidiosilva
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Mirante Emídio da Silva - Penacova - Portugal 🇵🇹
Mirante Emídio da Silva - Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-25 23:43:07
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'13"N - 8°16'35"W
  • Ligado à construção do caminho-de-ferro na Beira Alta, Manuel Emídio da Silva era engenheiro e professor no Liceu da Guarda, cidade onde seria correspondente entre 1887 e 1888 do Diário de Notícias. Já a viver em Lisboa, manteria uma coluna, no referido jornal, até 1936. No espaço que intitularia de "Coisas e Loiças" escrevia regularmente sobre a implantação do Turismo em Portugal. Das palavras que escreveu, da sua ligação à Sociedade de Propaganda de Portugal, fundada em 1908, bem como do conjunto de descrições geográficas constantes dos livros "Quatro Dias na Serra da Estrela", de Sousa Martins, "Guia do Viajante do Buçaco", de Augusto Simões de Castro, "Guia de Portugal", coordenado por Raúl Proença ou "Jornadas em Portugal", de Antero de Figueiredo, nasce a sua ligação a Penacova, local onde, por sua iniciativa, seria inaugurado em 31 de Maio de 1908, o Mirante Emídio da Silva. Da autoria de Nicolau Bigaglia, prestigiado arquitecto veneziano que se fixa em Portugal a partir da década de 1880, o Mirante assemelha-se a um pagode oriental construído na proa mais avançada da escarpa. Vitorino Nemésio escrevia que dali parecia estar "a ver a catedral do púlpito" e, de facto, dali, junto do que outrora foi o Castelo e a Capela de Nossa Senhora da Guia, e sob as colunas de pedra originárias do Mosteiro de Lorvão, a paisagem avassala-nos, de tão magnífica. www.cm-penacova.pt/pt/pages/manuelemidiosilva
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Mirante Emídio da Silva - Penacova - Portugal 🇵🇹
Mirante Emídio da Silva - Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-25 23:45:05
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'13"N - 8°16'37"W
  • Ligado à construção do caminho-de-ferro na Beira Alta, Manuel Emídio da Silva era engenheiro e professor no Liceu da Guarda, cidade onde seria correspondente entre 1887 e 1888 do Diário de Notícias. Já a viver em Lisboa, manteria uma coluna, no referido jornal, até 1936. No espaço que intitularia de "Coisas e Loiças" escrevia regularmente sobre a implantação do Turismo em Portugal. Das palavras que escreveu, da sua ligação à Sociedade de Propaganda de Portugal, fundada em 1908, bem como do conjunto de descrições geográficas constantes dos livros "Quatro Dias na Serra da Estrela", de Sousa Martins, "Guia do Viajante do Buçaco", de Augusto Simões de Castro, "Guia de Portugal", coordenado por Raúl Proença ou "Jornadas em Portugal", de Antero de Figueiredo, nasce a sua ligação a Penacova, local onde, por sua iniciativa, seria inaugurado em 31 de Maio de 1908, o Mirante Emídio da Silva. Da autoria de Nicolau Bigaglia, prestigiado arquitecto veneziano que se fixa em Portugal a partir da década de 1880, o Mirante assemelha-se a um pagode oriental construído na proa mais avançada da escarpa. Vitorino Nemésio escrevia que dali parecia estar "a ver a catedral do púlpito" e, de facto, dali, junto do que outrora foi o Castelo e a Capela de Nossa Senhora da Guia, e sob as colunas de pedra originárias do Mosteiro de Lorvão, a paisagem avassala-nos, de tão magnífica. www.cm-penacova.pt/pt/pages/manuelemidiosilva
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Moinhos de Portela de Oliveira
Moinhos de Portela de Oliveira
  • Author: vmribeiro.net Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2019-10-27 15:16:45
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'43"N - 8°17'28"W
  • PENACOVA (Portugal): Moinhos de Portela de Oliveira. A Rota dos Moinhos de Vento de Penacova consiste sobretudo nestas duas freguesias de Penacova "GAVINHOS e PORTELA DE OLIVEIRA" sendo esta última a mais característica já que são bastantes os moinhos, uns recuperados, outros já avaliados pelo IPPAR, em vias de restauro "ou à espera de verba", outros já estão recuperados, com destaque para o moínho Vitorino Nemésio. info: autocaravanista.blogs.sapo.pt/moinhos-de-portela-de-olive...
  • License*: All Rights Reserved - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Fornos de Cal de Casal de Santo Amaro - Portugal 🇵🇹
Fornos de Cal de Casal de Santo Amaro - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-03-04 00:39:57
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'53"N - 8°17'59"W
  • A história da produção da cal no concelho de Penacova remontará aos séc. XVII e XVIII, período em que se terá dado a construção do Forno do Pisão, nas proximidades de Lorvão, visando suprir as necessidades do Mosteiro. Nas fontes escritas, os fornos de cal de Penacova são referidos a partir de 1860, indiciando a expansão da produção de cal, para além da zona de influência do Mosteiro. A cal estaria presente, em representação do concelho, na Exposição Distrital de Coimbra de 1869 e no IV Congresso Beirão realizado em 1929. Ainda que possuindo diferentes estados de conservação, quem nos visita, poderá, ainda hoje, aperceber-se da importância desta indústria bem patente nos 23 fornos de cal ainda existentes no concelho, distribuídos por Ferradosa, Sernelha, Arroeiras-Riba de Cima, Lorvão, Carregal-Friúmes, Galiana e, obviamente, no Casal de Santo Amaro, onde se localiza o maior e melhor conservado conjunto: 10 fornos, localizados em 2 núcleos distintos. O restauro, em 1997, de um desses Fornos pelo Centro Recreativo do Casal, com o apoio do município, atesta bem como a dinâmica da produção de cal faz parte desta comunidade. Também a envolvente foi requalificada e, no Telheiro anexo, foi criado o Núcleo Museológico dos Cabouqueiros e dos Carpinteiros, onde se encontram expostas diversas ferramentas e objetos tradicionais relacionados quer com a atividade dos Cabouqueiros, quer com a dos Carpinteiros. www.cm-penacova.pt/pt/pages/fornoscal
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Jardim do Largo Alberto Leitão - Penacova - Portugal 🇵🇹
Jardim do Largo Alberto Leitão - Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 13:33:05
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'11"N - 8°16'51"W
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-25 11:43:54
  • Geographical coordinates of the taken: 40°17'3"N - 8°15'49"W
  • Monumento natural que marca a paisagem das margens do Mondego junto a Penacova, a Livraria do Mondego é um monumento que o tempo esculpiu ao longo de mais de 400 milhões de anos. Depois de ter recebido o Alva, seu afluente da margem esquerda, o Mondego estrangula-se ao atravessar o contraforte de Entre Penedos e surgem as altas assentadas de quartzíticos dispostos quase verticalmente, como se de livros numa estante se tratasse, o que de resto deu origem á designação popular de Livraria do Mondego. Constituída por quartzíticos do Ordovícico, a Livraria do Mondego foi, por Galopim de Carvalho, classificada como um Geomonumento ao Nível do Afloramento, constituindo-se, pelas caraterísticas geológicas que encerra e pela graciosidade escultórica que o tempo lhe incutiu, como um dos mais singulares monumentos naturais de Portugal. A Livraria do Mondego é visível para quem circula no IP3, imediatamente na zona da ponte sobre o rio Mondego, junto a Penacova. Temo acesso direto e privilegiado a este monumento a partir da EN2. Esta estrada está envolta numa mística e contém algo de lendário que a distingue das outras. Foi Projetada como ligação entre Chaves e Faro num percurso vertiginoso pela espinha dorsal do país sendo a estrada nacional mais extensa de Portugal, a única que o atravessa de lés a lés, e a maior da Europa. www.cm-penacova.pt/pt/pages/livrariadomondego
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Fornos de Cal de Casal de Santo Amaro - Portugal 🇵🇹
Fornos de Cal de Casal de Santo Amaro - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-03-04 00:38:59
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'53"N - 8°17'59"W
  • A história da produção da cal no concelho de Penacova remontará aos séc. XVII e XVIII, período em que se terá dado a construção do Forno do Pisão, nas proximidades de Lorvão, visando suprir as necessidades do Mosteiro. Nas fontes escritas, os fornos de cal de Penacova são referidos a partir de 1860, indiciando a expansão da produção de cal, para além da zona de influência do Mosteiro. A cal estaria presente, em representação do concelho, na Exposição Distrital de Coimbra de 1869 e no IV Congresso Beirão realizado em 1929. Ainda que possuindo diferentes estados de conservação, quem nos visita, poderá, ainda hoje, aperceber-se da importância desta indústria bem patente nos 23 fornos de cal ainda existentes no concelho, distribuídos por Ferradosa, Sernelha, Arroeiras-Riba de Cima, Lorvão, Carregal-Friúmes, Galiana e, obviamente, no Casal de Santo Amaro, onde se localiza o maior e melhor conservado conjunto: 10 fornos, localizados em 2 núcleos distintos. O restauro, em 1997, de um desses Fornos pelo Centro Recreativo do Casal, com o apoio do município, atesta bem como a dinâmica da produção de cal faz parte desta comunidade. Também a envolvente foi requalificada e, no Telheiro anexo, foi criado o Núcleo Museológico dos Cabouqueiros e dos Carpinteiros, onde se encontram expostas diversas ferramentas e objetos tradicionais relacionados quer com a atividade dos Cabouqueiros, quer com a dos Carpinteiros. www.cm-penacova.pt/pt/pages/fornoscal
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Jardim do Largo Alberto Leitão - Penacova - Portugal 🇵🇹
Jardim do Largo Alberto Leitão - Penacova - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 13:32:49
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'12"N - 8°16'51"W
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
Livraria do Mondego - Portugal 🇵🇹
  • Author: Portuguese_eyes Follow on flickr foto flickr
  • Date of photography: 2020-02-26 11:47:07
  • Geographical coordinates of the taken: 40°16'59"N - 8°15'51"W
  • Monumento natural que marca a paisagem das margens do Mondego junto a Penacova, a Livraria do Mondego é um monumento que o tempo esculpiu ao longo de mais de 400 milhões de anos. Depois de ter recebido o Alva, seu afluente da margem esquerda, o Mondego estrangula-se ao atravessar o contraforte de Entre Penedos e surgem as altas assentadas de quartzíticos dispostos quase verticalmente, como se de livros numa estante se tratasse, o que de resto deu origem á designação popular de Livraria do Mondego. Constituída por quartzíticos do Ordovícico, a Livraria do Mondego foi, por Galopim de Carvalho, classificada como um Geomonumento ao Nível do Afloramento, constituindo-se, pelas caraterísticas geológicas que encerra e pela graciosidade escultórica que o tempo lhe incutiu, como um dos mais singulares monumentos naturais de Portugal. A Livraria do Mondego é visível para quem circula no IP3, imediatamente na zona da ponte sobre o rio Mondego, junto a Penacova. Temo acesso direto e privilegiado a este monumento a partir da EN2. Esta estrada está envolta numa mística e contém algo de lendário que a distingue das outras. Foi Projetada como ligação entre Chaves e Faro num percurso vertiginoso pela espinha dorsal do país sendo a estrada nacional mais extensa de Portugal, a única que o atravessa de lés a lés, e a maior da Europa. www.cm-penacova.pt/pt/pages/livrariadomondego
  • License*: Attribution-NonCommercial-ShareAlike License - photo in flikr foto flickr
    *The photographs are copyrighted by their respective owners.
photos found. 291. Photos on the current page: 15
1 
1
Back to top